Detectores de Diamantes

detector de diamantes

Dentro do mundo do detectorismo e da caça ao tesouro, o que muita gente não sabe é que se inclui a busca de pedras preciosas e semi-preciosas (incluindo os diamantes). Estamos falando de coisa séria, não de varinhas magicas ou aparelhos chineses que fazem a promessa de serem detectores de pedras preciosas. É fácil tirar dinheiro das pessoas ambiciosas e que querem tirar vantagem em tudo, isso explica o golpe do bilhete premiado que ainda em pleno seculo XXI ainda faz muitas vítimas.

Os diamantes são pedras preciosas que são produzidas pela metamorfose do carvão que ocorre naturalmente sob grande pressão. Na natureza, os diamantes são encontrados em áreas onde houve atividade vulcânica ou erosão e onde os elementos naturais, como riachos, rios ou geleiras existiram ou existem.

Um diamante bruto é apenas uma pedra, ao olhar da maioria de nós é imperceptível, aparecem em uma variedade de formas e tamanhos, a maioria são bem pequenas. Quando falamos em diamante nossa memória nos arremete ao Brilhante, um diamante limpo e lapidado. O inexperiente pode facilmente ignorar estas pedras preciosas.

O Diamante no Brasil

As minas mais produtivas de diamantes do mundo estão localizados na África do Sul, mas os diamantes brutos podem ser encontrados em todo o mundo e em quase todo Brasil. Os primeiros diamantes no Brasil foram encontrados por volta de 1729 na região do rio Jequitinhonha, tendo logo despertado a atenção da Coroa Portuguesa.

A primeira legislação visando regulamentar a sua exploração foi o Regimento dos Superintendentes e Guardas-mores das Terras Minerais, comum a toda a região. Esse regulamento genérico despertou viva resistência entre os mineradores e, em termos fiscais, mostrou-se ineficaz com relação aos diamantes, cujas características (pequenas dimensões e elevado valor) incentivavam a sua ocultação e contrabando.

O seu principal centro produtor foi o Arraial do Tijuco (atual Diamantina), na Comarca do Serro do Frio, marcado, além do seu natural isolamento geográfico, pela severidade da igualdade legislação diamantífera – materializada, por exemplo no chamado “Livro da Capa Verde” – e pelo rigor da fiscalização da Metrópole.

Em 1734 ali foi instituída a Intendência dos Diamantes. No ano seguinte (1735), a extração foi proibida por cinco anos, até que se encontrasse uma maneira mais eficaz de controle por parte da Coroa, e, principalmente, até que se recuperassem os preços internacionais do quilate, abalados pela abundância da oferta.

Superada esta fase inicial, institui-se, em 1740, o sistema de arrematação por contratos, que perdurou até 1771. Os historiadores indicam que, entre 1740 e 1770, foram extraídos mais de 1.666.569 quilates, levando à queda, em 02%, do preço dos diamantes no mercado mundial.

A partir de 1771, foi criada a Real Extração, sob controle direto da Coroa. Este sistema perdurou até mesmo depois da Independência do Brasil (1822), sendo a Real Extração extinta por Decreto apenas em 1832. Estima-se que neste período, até 1810, cerca de três milhões de quilates foram extraídos.

O detector de Metal pode detectar diamante?

Os detectores de metais não detectam objetos não metálicos, tais como pedras preciosas, diamantes e pérolas. O que um detector de metais pode  fazer é levá-lo a minerais indicadores, que são usadas por garimpeiros. Garimpeiros seguem a trilha para o ouro ou a tubulação vulcânica que pode conter diamantes.

Curiosamente, alguns dos mesmos minerais indicadores de ouro também são indicadores de diamantes. Entre os minerais indicadores mais comuns para os diamantes são a granada, cromo,  magnetite, etc. Então, se você encontrar ouro, pode haver uma pedra de diamante nas proximidades.

Existe detector de diamantes ou outras pedras preciosas?

Não! Qualquer pessoa ou equipamento que prometa detectar pedras preciosos é uma farsa, pois cientificamente ainda não é possível de maneira eletrônica detectar pedras preciosas. Os diamante são encontrados apenas através de estudos geológicos.

Acreditar em aparelhos como detector de ouro a longa distância e detector de Pedras preciosas é o mesmo que acreditar na possibilidade da existência da pedra filosofal.

Você vai encontrar é são os testadores de Diamantes eletrônico, que utilizam diversos métodos de teste. Então não seja idiota, estude sobre geologia, compre um bom detector de metal para ouro e boa sorte!

Fonte: Wikipédia

Clovis